Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

LÁ VEM 2015

Imagem
O Natal já passou, vem chegando um novo ano e, com ele, a esperança de horizontes mais amplos, novos amigos e muito (mais) sucesso! Este blogueiro deseja a todos que por aqui passam, passaram e passarão um feliz 2015, repleto de prosperidade e saúde.

Muito em breve, retornaremos às atividades neste espaço virtual e também no Playmoboxes, sempre tentando entreter e informar um pouquinho mais sobre o mundo Playmobil.

Até lá!



.

BRANCA DE NEVE

Imagem
Branca de Neve e os 7 anões. O clássico conto de fadas redesenhado por Walt Disney foi a história principal da revistinha do Mickey publicada na França em dezembro de 1983. No entanto, na humilde opinião deste blogueiro, o mais legal de suas 56 coloridas páginas está no finalzinho, ao lado da seção de palavras cruzadas: um antigo anúncio da linha PlaymoSpace.

No início do ano, expliquei aqui como vieram parar em minhas mãos algumas propagandas europeias antigas. Pois essa veio no mesmo lote, na troca com um colecionador francês. Porém, enquanto as outras páginas já chegaram soltas, esta estava dentro do gibi "Le Journal de Mickey", impresso em Estrasburgo.

O anúncio tem formato de história em quadrinhos e brinca com a ideia de astronautas viajantes do tempo que visitam uma estação de trem. Em letras pequenas, o texto convida: "Faça como nós: misture seus bonecos PlaymoSpace com os outros Playmobil". Quando criança, eu não costumava juntar os astronautas e rebôs da…

CHAVEIRO TROL - XERIFE

Imagem
Esta talvez seja a maior preciosidade já apresentada neste blog. Trata-se de um chaveiro Playmobil feito pela TROL, no fim dos anos 70, dificílimo de ser achado hoje em dia. Não se sabe ao certo quantos deles foram produzidos, nem mesmo como eram distribuídos. Acredita-se que foram enviados como brinde às crianças que mandavam cartinhas para a fábrica (na época, não existia e-mail...), propondo ideias, sugestões ou até mesmo se queixando da linha de brinquedos. O fato é que jamais foram vendidos em loja.

O chaveirinho em questão, porém, não é meu. Foi arrematado por um grande colecionador espanhol que o encontrou num site de leilão aqui do Brasil. Para facilitar a transação internacional, o amigo europeu me contactou e pediu que eu o comprasse, para depois enviá-lo ao Velho Continente, onde tais itens brasileiros são muito admirados.

Não costumo revelar os valores envolvidos, mas digamos que essa peça saiu por um preço bastante justo, equivalente a duas caixas de Special Plus, daque…